Sem categoria

O Cristianismo anti-Ortodoxia Parte 01

Se não tornarmos clara nossa posição, com palavras e obras, em favor da verdade e contra as falsas doutrinas, estaremos edificando um muro entre a próxima geração e o evangelho.

Francis Schaeffer

Não, essa não é uma crítica as doutrinas ou práticas dos neopentecostais. O artigo quer alertar para um movimento crescente no meio evangélico da atualidade, um cristianismo anti-Ortodoxia. Sendo filha da pós-modernidade, esse movimento tem crescido assustadoramente em meio de pensadores, teólogos e filósofos protestantes. Uma das vítimas dessa nova corrente é a apologética, que foi tão prestigiada pelos teólogos do Século XX, e agora é tachada como ortodoxolatria, gnosticismo cristão, e de modo pejorativo os apologistas são tachados de xiitas cristãos e “busca-dores” da reta doutrina.

Após o Teísmo Aberto ter entrado no Brasil com unhas e dentes, essa teologia trouxe, no seu bojo filosófico, outros pensamentos estranhos ao cristianismo histórico. Para justificar essa corrente que distorce o pensamento bíblico sobre a pessoa de Deus, os promotores resolveram apelar para um debate de cunho emocional. O amor passou a ser visto como algo superior a verdade, a paixão pelos oprimidos passou a ser mais importante que a defesa da doutrina. Ortodoxia passou a ser vista com sinônimo de Religião, que se tornou uma palavra pejorativa na era pós-moderna da espiritualidade.

A ortodoxia hoje é vista como um demônio. Demônio este que separa igrejas, que matas homens, que separa famílias, que causa discriminações e que até crucificou Jesus no Gólgota. O movimento anti-Ortodoxia não vê diferença entre a apologética cristã e os homens-bomba do Talibã islâmico.

Nessa visão de libertação da ortodoxia, é correto afirmar que o Teísmo Aberto no Brasil casou-se com a Teologia da Libertação, como conseqüência, a idéia de associar o cristianismo a libertação das classes oprimidas é muito forte na cabeça de muitos teólogos. Em poucos anos os pensamentos de Gustavo Gutierrez e Leonardo Boff foram ressuscitados por alguns protestantes.

Dentro desse grupo há um resgate da teologia neo-ortodoxa de Karl Barth e liberal de Friedrich Schleiermacher, Paul Tillich, Rudolf Buttman. Em sua fome de combater o “fundamentalismo protestante calvinista norte-americano”, o grupo se volta às vãs filosofias da Alemanha.

No discurso dos apologetas da anti-ortodoxia, o neopentecostalismo e o fundamentalismo protestante, assim como o evangelicalismo reformado são colocados em um mesmo saco: o saco da ignorância e da opressão religiosa.

Defender algumas doutrinas bíblicas passou a ser vista com a defesa de uma linha de pensamento: o calvinismo. Mas aceitar as doutrinas da onisciência, soberania, onipotência, imutabilidade de Deus, não é prerrogativa calvinista ou arminiana, mas de todos aqueles que baseiam suas crenças na infalível Palavra de Deus.

Continua…

Anúncios

11 comentários em “O Cristianismo anti-Ortodoxia Parte 01

  1. Parabéns a você nesta data querida.Não se sei se foi hoje (05/12/2007), mas como vi mudar a sua idade, creio ser o seu aniversário. Meus parabéns que Deus ilumine os seus passos por muitos anos mais, até a volta de Jesus.Ednaldo

    Curtir

  2. A Paz do Senhor irmão Gutierres, agora sim o meu comentário.Muito bom o seu post, e deveras pertinente a nossa realidade atual, o que vemos hoje não é algo novo mas que vem sendo incubado a anos dentro. Para nossa vergonha o povo de Deus não gosta de ler, não analisa o que estão consumindo, e muitas vezes comem palha pensando ser trigo. Seguem cegamente lideres cegos, e quando uma voz se levanta, logo se voltam contra ela. Mas graças a Deus que Elias não está sozinho, ainda existem 7000 que não se dobraram diante de baal.Temos esperança que Deus está capacitando uma nova geração compromissada com a verdadeira ortodoxia, com o retorno a Palavra de Deus, rejeitando “revelamentos” e profetadas, e sim usando os dons do Espírito de forma a edificar, consolar e exortar a igreja de Cristo.Ednaldo

    Curtir

  3. Excelente artigo irmão Gutierres, você mostrou de forma clara oq ue está acontecendo com a teologia tupiquim atualmente. Também afirmo que uma das armas que o neoteísmo usa á a poesia como tentativa d emostrar a “beleza” existente nesta teologia e substanciar os “relacionamentos” entre Deus e o homem, e enquanto isso a Palavra de Deus é jogada de lado.Obs: gostaria que você respondesse o e-mail, se possível dando a sua análise. Abraços Paz do Senhor

    Curtir

  4. Não, essa não é uma crítica as doutrinas ou práticas dos neopentecostais. O artigo quer alertar para um movimento crescente no meio evangélico da atualidade, um cristianismo anti-Ortodoxia. Sendo filha da pós-modernidade, esse movimento tem crescido assustadoramente em meio de pensadores, teólogos e filósofos protestantes. MEU QUERIDO IRMÃO A PAZ DO SENHOR. FIQUEI ADMIRADO CO SEU ARGUMENTO SOBRE ESSE ASSUNTO DE UMA NOVA ORTODOXIA NO MEIO EVANGELICO .VC PODERIA ME DISER QUEM SÃO OS TEOLOGOS PROTESTANTE QUE ESTA INSERIDO NESSE MEIO. E QUEM ESTA INSERIDO DENTRO DO TEISMO ABERTO QUE POR SINAL É UM CASO MUITO SERIO. JA FORAM ACUSADO RICARDO GONDIN, E ED RENÉ KIVITZ. E QUE VC ACHA DA TEOLOGIA DA LIBERTAÇÃO HOJE SER COSIDERADO A TEOLOGIA DE ORDENANÇA BRASILEIRA.E O MOVIMENTO DO EVANGELICALISMO TEM UMA BOA DIREÇAÕ OU UMA PLUMAGEN MELHOR QUE ANTES QUE VC ACHA. SEU IRMAÕ EM CRISTO JESUS. DEUSDETE MACHADO.

    Curtir

  5. Querido irmão podemos pensar em missão como sendo uma atividade exclusiva de pessoas filiadas a um momento teológico (http://comoeleito.blogspot.com/2007/12/teologia-violncia-e-cidadania.html)? O ser humano sempre procurou ao longo da caminhada da Igreja fundamentar e sistematizar o Transcendental aprisionando num sistema de conceitos racionais e sistematizados dos quais somos donos (http://comoeleito.blogspot.com/2007/12/bono-vox-e-validade-do-cristianismo.html). Nossa teologia é feita sobre ombros de gigantes pelas quais podemos discernir o novo alvorecer teológico. Porém não podemos cair no erro de detentores da verdade. Tomo como exemplo um personagem de 1970, não era um homem da mídia. Mas o seu legado é notório, no meio evangélico foi muito contestado, Tio Cássio como era conhecido pelos excluídos (viciados, drogados e prostitutas). Naquele momento, tudo o que realizava foi motivo de criticas e vitupério. Conseqüentemente, qual de nós não possui uma Bíblia da Sociedade Bíblica, visitou o Vale da Benção, ou conhece a Missão Antioquia de Pr Jonathan Ferreira; ouve a música ou toca em sua igreja o que chamamos de “gospel”, ou sentamos para ouvir Pr. Jabes de Alencar? Alguns que beberam desta fonte ( http://comoeleito.blogspot.com/2007/11/tio-cssio.html). Para mim o difícil é reparar o vitral danificado pela pedra, nunca será o mesmo (http://comoeleito.blogspot.com/2007/11/o-que-amo-na-igreja.html). Além do mais, tudo em nome de Deus, o que sabemos mais fazer e por sinal muito bem é atirar, atirar, atirar e não erramos. Que Deus ilumine nossas vidas com a grandeza da humildade cristã. Amém.Marco NakaoO Eleitohttp://comoeleito.googlepages.com

    Curtir

  6. Como é bom saber que ainda existem vozes que nãom se omitem quanto a genuína verdade. Infelizmente, por não sentir o real desejo de saber de onde vem sua raíz/procedência, os protestantes de hoje deixam-se levar por ondas de falta de sabedoria que são implantadas sutilmente em nosso meio; creio que por esse mesmo motivo, tantos GRANDES PREGADORES que conhecemos pregam “uma verdade” que leva os crentes à um certo conforto emocional ou algo assim, deturpando a real Palabra e o que esta ensina.Sinto-me aliviada pois, ainda existe a verdade em nosso meio. Glória à Deus por isso!

    Curtir

  7. A paz do Senhor a todos!Victor LeonardoRealmente! O que adianta uma doutrina bela e hederodoxa e o que adianta doutrina politicamente correta e herética.DeusdeteO movimento anti-ortodoxia é a mistura de teísmo aberto, teologia relacional, igreja ermegente, ortodoxia generosa, teologia do processo, neo-ortodoxia, teologia da esperança, teologia da libertação, filosofia existencialista e liberalismo teológico. Portanto, são muitos nomes envolvidos, tanto de teólogos protestantes, católicos e até judeus. Marco NakaoNão entendi a sua posiçãoThaís BarrinhaObrigado por suas visitas e participações.Dé e Gês Nascas Obrigado pela participação. Visitei o blog de vocês, parabéns!Gutierres Siqueira, obs: coloquei como anônimo por problemas no site

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s