série eleições CGADB 2009

Série Eleições CGADB: Identidade Assembleiana?!


Somos herdeiros de um passado que deve ser, muitas vezes, purificado; tantas vezes atualizado, mas sempre valorizado e reverenciado. Robinson Cavalcanti

Em abril desse ano acontecerá mais uma Assembléia Geral Ordinária (AGO) da Convenção Geral das Assembléias de Deus no Brasil (CGADB). Nessas reuniões será novamente discutida a chamada “identidade assembleiana”; mas o que vem a ser isso? O que é ser assembleiano? Sem a resposta para essa pergunta não é possível falar em “identidade assembleina” [1].
Boa parte das instituições lutam para manter a sua identidade. Há traços que não podem ser relativizados e nem fluídos, mas são fortes marcas da instituição. A instituição estabelece um conjunto de características que marcam sua história e direcionam o seu futuro. A instituição com identidade tende a permanecer e manter seus princípios [2].

Exemplo de Identidade

A Igreja Católica Romana é um exemplo de uma grande instituição com forte identidade. Apesar do catolicismo não ser uma instituição homogênea, você assistirá uma missa e trabalhos litúrgicos muitos parecidos, independente se o padre é tradicional, progressista ou carismático, ou seja, todos eles seriam rapidamente identificados como católicos; mesmo um sendo seguidor do conservador Joseph Ratzinger, o outro sendo admirador do quântico Leonardo Boff e ainda um último seguindo os passos do carismático e midiático padre Marcelo Rossi.

A Assembléia de Deus é essa ou aquela? Estou confuso!

E a Assembléia de Deus? Você talvez freqüente um culto assembleiano que mais parece às igrejas neopentecostais, onde triunfalismo e prosperidade reinam; enquanto você irá para outro culto assembleiano que apresenta semelhanças com um culto presbiteriano em sua forma formal, e ainda você vai deparar com assembleianos em um culto emergente, onde a liturgia é bem jovem e semelhante à onda “adoração”. Qual dessas apresenta e representa a Assembléia de Deus? É impossível responder. Para quem têm duvidas, experimente assistir um culto na Assembléia de Deus no Belenzinho e depois assista o outro culto assembleiano nos Gideões Missionários da Última Hora (GMHU) em Comburiu-SC. Você certamente ficará confuso!
Será que somente a liturgia sofre variações? De maneira nenhuma. Há diferenças enormes na matéria de “usos e costumes”. Enquanto você anda pela capital federal, poderá visitar uma Assembléia de Deus contemporânea, onde as mulheres não mais sofrem restrições sobre adornos e roupas, mas andando um pouco até o Estado de Mato Grosso, você ouvirá pastores da mesma denominação dizendo que quem usa “maquiagem” vai para o inferno! Enquanto a CGADB tem um programa oficial na RedeTV e a Assembléia de Deus em Belém no Pará dirigi uma emissora chamada RBN (Rede Boas Novas); há ainda líderes assembleianos que condenam esse aparelho como obra de diabo!
Enquanto o órgão oficial da denominação, o jornal Mensageiro da Paz, publica artigos condenando a bênção de Toronto, a mesma é divulgada por famosos e midiáticos pregadores assembleianos. A denominação tem ótimas escolas, como o IBAD, FAECAD e a EETAD, mas ainda é possível ver muitos líderes altamente contra os ensinos teológicos. O texto abaixo sobre o boicote da revista “liberal” voltada ao público adolescente é um exemplo claro de que identidade assembleiana é um “papo furado”. Ainda poderiam ser citados inúmeros exemplos de paradoxos e contradições no meio das Assembléias de Deus, mas os descritos acima já provam que a dita “identidade” não existe ou pelo menos está confusa e distorcida.

Identidade é igual à nostalgia?

Para muitos assembleianos o segredo para a identidade é manter os mesmos padrões dos pioneiros suecos e brasileiros. Será que isso é possível? É claro que não! O legado do passado precisa ser respeitado, mas só deve ser mantido aquilo que está sendo em consonância com os princípios bíblicos, mas se alguns métodos e resoluções dos pioneiros são equivocadas, logo terão que ser superadas. Há muitas lições que os pioneiros deixaram e não podem ser abandonadas, mas enquanto isso há outras questões que precisam ser atualizadas e revistas.
Os pioneiros desenvolveram congregações de evangelizadores e missionários, mas o mesmo não acontece nos dias de hoje. Esse tipo de ação deve ser incentivada e mantida! Enquanto isso há questões em que os primeiros assembleianos estavam totalmente equivocados, principalmente quando se fala em estudo teológico formal e alguns costumes.
Os assembleianos do Século XXI precisam aprender com os acertos e erros dos primeiros crentes das Assembléias de Deus no Brasil, mas não viver de uma falsa nostalgia como se tudo do passado fossem “as mil maravilhas”.

Conclusão:

Seria ingênuo pensar que somente os assembleianos estão com uma crise de identidade. Essa crise se estende a maioria dos evangélicos. Por sinal, o que é ser evangélico brasileiro? Essa será outra discussão. Parece que entre os assembleianos a crise está mais acentuada! É também muita ingenuidade pensar que a Assembléia de Deus tem uma identidade forte e bem traçada, conforme defendida por muitos líderes da denominação.

Notas:

[1] Leia outros artigos sobre o assunto. O pastor Altair Germano escreveu em seu blog o texto Por uma Identidade Assembleiana, leia em: http://altairgermano.blogspot.com/2007/07/por-uma-identidade-assembleiana.html
Ainda leia sobre o assunto em outro texto do Blog Teologia Pentecostal:
http://teologiapentecostal.blogspot.com/2007/07/identidade-assembleiana-apologtica-e.html

[2] O historiador Isael de Araújo define identidade pentecostal como “conjunto de caracteres próprios que definem a forma de pensar, agir, falar, comportar, trajar, hábitos e valores dos crentes e igrejas pentecostais”. ARAÚJO, Isael de. Dicionário do Movimento Pentecostal. 1 ed. Rio de Janeiro: CPAD, 2007, p 357.

6 comentários em “Série Eleições CGADB: Identidade Assembleiana?!

  1. Paz do Senhor! Gutierres!Como o irmão bem colocou esta cada vez mais difícil identificar uma liturgia padrão nas Assembléias de Deus. Já participei da reunião de obreiros no belenzinho e vi ali homens de Deus pregando que tinham compromisso com a palavra de Deus e o Deus da palavra. Como comentei no blog do pr. Ciro é realmente uma pena que não tenhamos uma reunião como aquela em todas AD’s do Brasil.Quanto a Camburiu parece mais um show do que propriamente um culto nos moldes de 1 Co 14. Há até mensagens extra-bíblicas porque os preletores estão mais preocupados em aparecer ou ficar em evidência no cenário gospel do que com a palavra de Deus. Desviando-se assim da simplicidade que há em Cristo (2 Co 11.3). No ano passado houve uma mudança com o convite de preletores como: o pr. José Welligton e o pr. Silas Malafaia que procuram pregar a palavra e fugir das meninices. Em nossos dias temos que perguntar pelas veredas antigas (Jr 6.16). Não podemos continuar coando mosquitos e engolindo um boi, sobretudo, em questões como a politicagem crescente, o legalismo e o farisaísmo que precisão ser abandonados. Sem falar dos perigos dos modismos, relativismo e liberalismo que querem entrar nossas igrejas.<>Devemos relembrar da missão precípua da igreja que é ganhar almas (Mt 28.18-19)<> Contudo, devemos orar para o Senhor direcione os irmãos presentes para decidirem o melhor para nossa amada AD.Que o Senhor continue te dando esta visão holística sobre o movimento pentecostal no Brasil.Marcelo Oliveira.http://blogdomarcelooliveira.blogspot.com/

    Curtir

  2. Fico admirado em ver tanta confusão e falta de uniformidade nas Ads.Apesar de tantos ELADs (Encontro de Lideres da AD), CAPEDs (Curso de Aperfeiçoamento de Professores da EBD),AGOs (Assembléia Geral de Oreiros)Convenções, Seminários, uma Editora própria (CPAD)com seu orgão oficial o Mensageiro da Paz e a revista Obreiro e de termos grandes teólogos em nosso meio como: Antonio Gilberto, Esequias Soares, Elienai Cabral, Severino Pedro da Silva, Ciro Sanches Zibordi, José Gonçalves, Geremias do Couto, Silas Daniel, Cesar Moisés, Esdras Bentho, Wagner Tadeus dos Santos Gaby,Claudionor de Andrade, Elinaldo Renovato, Eliezer de Lira, José Apolônio, e muitos outros verdadeiros mestres da Palavra, me pergunto porque não há uma unidade na ortopraxia das nossas igrejas?Creio que as ADs estão colhendo os frutos da ignorância por valorisar mais as experiências do uqe o ensino teológico. daí surgir em nosso meio uma miscelânea de liturgias ao ponto de não sabermos mais se as ADs são pentecostais, neo-pencostais, tradicionais ou uma mescla de tudo que possa trazer “resultado$”Que o nome Assembléia de Deus não fique só na fachada da parede dos templos mas sim possa ser percebido em nossa doutrina e prática.

    Curtir

  3. Graça e paz!Prezado irmão, sempre me perguntei o porquê desse desalinho das ADs. Antes de eu e minha família aceitarmos a Jesus, sempre ouvíamos falar do compromisso, da retidão e da busca pelo melhor pelas AD em todo o Brasil, de repente, movido por um vento estranho, fomos sacudidos (alguns até a raíz) e caímos no pasto seco de águas turvas. Muitos até hj passam mal. Foram doenças espirituais que chegaram as raias da vergonha nacional. Antes, eu me sentia segura em estar numa Igreja cujos padrões eram unânimes. Mas hj me sinto enganada, fico triste pois sou professora de ED já a algum tempo, e vejo pessoas desmoronarem por falta de convicção. Eu, ñ sei nem responder direito aos meus filhos sobre as questões que se tornaram banais. A tal dúvida se pode ou ñ pode; a facilitação para alguns e para outros castigo; vemos a olhos nus abertamente as falcatruas sendo planejadas, e depois toda a culpa recai sobre a Igreja. Pra quê reunião? Pra quê gastar rios de dinheiro dos crentes pra um evento onde pela tv nós vemos o desfile de modas, a ganância na cara das pessoas pelo poder. Pode muito bem fazer como os pastores daqui da minha região fazem: quando resolvem separar algum dos amigos para o ministério, manda se arrumar e buscar em casa, ou faz isto no culto de oração de surpresa;batiza um só candidato na piscina de um vizinho, pq esse candidato trata-se do filho do pastor; amigo é pra esses coisas. No fim, o intento de cada um foi atendido e ponto. Fiquem na paz. Graça Souza

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s