Sem categoria

Pra quê votar em “evangélicos”?

Ontem fiz um podcast sobre o casal de deputados federais Silas Câmara e Antônio Lúcia. Ambos são líderes da Assembleia de Deus em Manuas e estão envolvidos em vários escândalos denunciados pelo Ministério Público. Leia reportagem da revista Época aqui.

Então me pergunto, pra que votar em evangélico?

Parte deles estavam envolvidos no mensalão petista.

Parte deles estavam envolvidos no escândalo dos Correios.

Parte deles estavam envolvidos no “escândalo das sanguessugas”

Teve um que orou ao receber dinheiro do mensalão do Arruda.

Tinha evangélico até envolvido no escândalo dos Anões do Orçamento. Lembram?

Ou seja: Em todos os escândalos de Brasília houve evangélicos envolvidos.

Como evangélico queria ser um avestruz! Preciso esconder a cabeça na terra!

Hoje vi a notícia de um deputado da Assembleia de Deus comemorando um trabalho feito na Câmara. Sabe qual? Uma homenagem no plenário do parlamento ao centenário da denominação. Conquista relevante, não é verdade? Certamente vai melhorar a vida dos brasileiros aquela cerimônia burocrática homenageando pastores-caciques da denominação. Valeu deputado!

Acima é a foto do casal encrenca. Que belo testemunho!

16 comentários em “Pra quê votar em “evangélicos”?

  1. é verdade pra que votar em evangélicos ,qual a diferença nenhuma, apoiam pessoas por interesse esquece de obedecer a palavra de DEUS. Sabe também já votei algumas vezes em politicos evangélicos, porém sempre me decepcionei,agora voto em quem não é corrupto quem nao falta as votaçoes etc…

    Curtir

  2. o que vc ganha publicano este tipo d matéria.USE O SEU BLOG PARA DISSIMAR A PALAVRA D DEUS,E Ñ ACU-
    SANDO AS PESSOAS.SE É ASSIM Q VC QUER MORA NO CÉU?MUDA O SEU CONCEI-
    TO.
    AGORA ESTA MATÉRIA SUA É MUINTO POB-RE.”PORQUE VOTAR EM CRENTE?”
    CRENTE E Ñ CRENTE ISSO É TÍTULO Q Ñ
    VAI FAZER DIFERENÇA NA VOLTA D CRIS
    TO.SE O CARA,Ñ TIVER CARATER,PODER
    CRENTE OU Ñ ISSO Ñ MUDARIA.TEM PES-
    SOAS Q Ñ SÃO CRENTE E SÃO PESSOAS,
    MAS CONFIAVEL Q MEXER DO MUINTOS CRENTES.(PRINCIPALMENTE PENTENCOSTAL).
    SE ESSE “CASAL” Ñ FIZERÃO PAPAEL D
    UM CRISTÃO AGORA ENTRE ELES E DEUS.
    FCAR COLOCANDO TÍTULO EM PESSOAS,Q
    NEM MUINTAS DAS VEZES Ñ VIMOS É FÁCIL
    O PROBLEMA É ORAR COISA QUE EU TENHO ACERTEZA Q VC Ñ FEZ.
    Ñ QUISER PUBLICAR Ñ PRECISA,SE VC
    LEU PODE JOGAR FORA.

    Curtir

  3. Esses episódios acontecem com frequência em nosso meio, porque à semelhança da triste realidade lá fora, aqui também eles ficam impunes. Continuam exercendo suas funções ministeriais como se nada tivesse acontecido. Infelizmente, no ano do Centenário, temos mais um motivo para lamentar.

    Curtir

  4. E o irmão do nosso enrolado deputado federal ainda faz campanha, para arrecadar fundos para a construção de um grande pavilhão, o qual será construído para a festa do centenário da AD. Será que o nobre deputado já contribuiu?

    Curtir

  5. Acho que você poderia nos poupar desse comentário do Sousa. Está mal redigido e confuso. Caro Gutierres, o nível de suas colocações fica manchado aceitando gente assim.

    Curtir

  6. Gutierres

    Ao eleitor espírita, se seu candidato eleito, espírita, se envolve em escândalo, e após isso comprova-se que é culpado (nem todos são) será que este eleitor passará a pensar em não votar em nenhum outro candidato de sua religião na próxima eleição?

    Faço a pergunta me referindo aos eleitores e candidatos católicos, também.

    E, expando a interrogação para além das religiões. Aponto às classes de sindicalistas e sindicalizados, aos políticos ruralistas e donos de terras produtivas.

    Gente má existe em todos os lugares, até entre os 12 discípulos houve um traidor. Judas Iscariotes não representou bem os ensinos do Mestre Jesus.

    Não é porque uns erram que toda a classe que eles pertencem é igual, e aprova sua má conduta.

    Os eleitores católicos e espíritas, os ruralistas e os sindicalizados, continuarão votando em quem lhes represente. Apenas deixarão de votar naqueles que comprovadamente falharam em suas gestões públicas.

    É assim que os eleitores evangélicos precisam agir. Votou? O privilegiado por seu voto não correspondeu à expectativa? Vote em outro evangélico na próxima eleição!

    Penso que as generalizações devem ser postas de lado ao tratar de assuntos assim.

    E.A.G.

    Curtir

  7. Caro Eliseu,

    O título é uma figura de retórica. O corpo do texto com expressões como “quase todos” demostra que eu não estou generalizando. Sei que existem honestos.

    Agora, sempre soubemos que a maioria dos políticos são corruptos. O duro é saber que a maioria dos políticos evangélicos também são corruptos. Onde está a diferença? Não há nenhuma.

    Há somente uma minoria honesta, como há entre os demais.

    Curtir

  8. O homem honesto é um ser hipotético!
    Pergunte a Jesus e lhe será dada a mesma resposta ouvida pelo jovem rico, a saber: Não há bom qualquer nesse existir, bom é somente um Deus que está nos céus.
    Você quer encontrar alguém honesto? Procure entre aqueles que ainda não nasceram.

    Curtir

  9. Meu caro Gutierrez, a Paz do Senhor. Dois corruptos a mais ou a menos não faz diferença, tendo em vista o contexto da político atual do nosso país. A grande preocupação nossa deve ser com relação a presença destes joios no seio das nossas Igrejas. Quem o consagrou a pastor sabia que ele não teria condições de ser nem pastor de bodes. Está na hora da CGADB regular estas “consagrações a pastores” das convenções locais e assim evitar que algo venha a macular a Igreja. “Em Mateus 18.7b Jesus adverte os responsáveis por este escândalo: Porque é mister que venham escândalos, mas ai daquele homem por quem o escândalo vem!

    Curtir

  10. O título “Pra quê votar em evangélicos”? é um tanto preconceituoso,contudo eu não o subestimo,pois é a realidade que constatamos no meio político.Ora,maracutaias são comuns,e já até “normais” entre os mesmos.A diferença é que entre os evangélicos não deveria ser assim:”normais”.Mas o que vemos é que estão no mesmo “balaio”.Então o que fazer? – Deixar de votar é que não!
    Cobrar transparência se eleitos,sim.
    Termino dizendo o seguinte:”A honestidade independe de ser evangélico ou não,ateu,católico,ou quaisquer que sejam as crenças professadas.Depende da vergonha na cara de cada um”!

    Curtir

  11. O problema é que nós votamos em evangélicos achando que isso vai mudar o mundo, quando sabemos que não vai, sobretudo porque sabemos que aqueles que chegam às emissoras de televisão e rádio para anunciarem suas candidaturas já se comprometeram demais com interesses outros que não os da “res publica”, que não os do povo, seja o evangélico, seja o não evangélico. O problema é que o candidato evangélico se coloca ali como um possível representante de Deus nos corpos legislativos do nosso país, e a expectativa, inevitavelmente, fica muito maior do que o que eles realmente são – pecadores, como eu e todos vocês. O candidato umbandista claramente diz que vai defender os interesses do seu grupo, assim também o ruralista, o camponês, o católico, o industrial, o que presta assistência médica no bairro, enfim. Os nossos dizem que vão defender os interesses da Igreja – Corpo de Cristo, do próprio Senhor, e é duro ver como a quase totalidade deles falha grosseira e flagrantemente.
    Minha cunhada diz que não vota em evangélico – e ela o é – porque ela não vai fazer isso com um irmão, ou seja, dar-lhe, além das inúmeras tentações e possibilidades de tropeço na vida, mais essa, e como essa é especialmente difícil, e já começa difícil no comprometimento para se chegar à candidatura.
    Poderíamos, sim, votar em evangélicos, se eles chegassem diante de nós com propostas menos pretensiosas que representar o Senhor Deus no lugar onde vão trabalhar, a expectativa seria menor, e a decepção mais palatável.

    Curtir

  12. É um ERRO PERIGOSO influenciar as pessoas a não votarem em evangélicos, certamente.

    Cada um tem seu critério para escolher seus representantes.
    Vejo que VALORES são muito importantes, mais até que o lado econômico. E a sabedoria é salutar ao Governante. Ora, “O temor ao Senhor é o princípio da sabedoria”.

    Pesquise, ore, e vote!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s