Triunfalismo

A vingança nunca é plena…

Por Gutierres Siqueira

Ainda estou em viagem e, por isso, ando sumido por aqui. Mas enquanto eu estava em uma van viajando pelas tristes estradas do interior maranhense acabei por ouvir a nova música da Damares. Para a “minha alegria” eu ainda não havia escutado esse “hino” (?). Estrada ruim, poeira, calor e música da Damares: que coisa triste!

Essa é a segunda música que essa cantora pentecostal exalta a vingança. Há algo de muito errado nessa tendência vingadora da Damares e dos seus seguidores. Que cristianismo é esse? Já leram as palavras de Jesus? A dita “música pentecostal” está há muito tempo (a tendência não é recente) contaminada com essa fome vingativa e pela sede triunfalista. É difícil louvar a Deus com músicas que a maioria dos pentecostais tanto amam. Eu poderia citar várias cantoras que são iguais ou pior do que a Damares. Algumas estão no “mercado pentecostal” há mais de 30 anos.

Insisto que o problema não é de hoje. Experimente pesquisar alguns “hinos pentecostais” da década de 1970 e 1980 e você já verá essa ênfase nos problemas humanos, no desejo de retribuição e na temática de “vitória”.

Como dizia o Seu Madruga: “A vingança nunca é plena, mata a alma e a envenena”. Quem diria que o personagem cômico ensina nessa frase mais cristianismo do que alguns “hinos”?!

7 comentários em “A vingança nunca é plena…

  1. O pior é que, mesmo ensinando e alertando sobre esta “sede vingativa” expressada em termos musicais dentro da igreja, esta tendência continua firme e, ao que me parece, fortalece-se com o passar do tempo. Os crentes, ou não entendem (o que demonstra incapacidade de raciocínio), ou não querem entender (o que demonstra cinismo, mentira e comodismo). Que os “seus Madrugas” continuem sendo usados por Deus para nos alertar…

    Abraço!!!

    Curtir

  2. Caro Gutierres, eu já fui contaminado pela sua visão desse mundo triunfalista, foi ainda quando cursava História pela Universidade Estadual de Goiás e seu blog foi uma fonte riquissima para embasamento na produção do TCC. Hoje muito da minha postura, às vezes considerada herege por alguns membros da igreja a qual faço parte, se deve ao despertar crítico que você causou. Porém, como justificar o “fogo” que cai quando cantam esses hinos com os famosos play backs na congregação? É glória e aleluia e eu lá analisando a letra triunfalista que o Gutierrez tanto aborda. Que fenômeno causa essa unção que é fonte de exaltação e glória na hora dos sabores de mel? Um abraço.

    Curtir

  3. Acho que esse é um quadro da música evnagélica do país. Quando não cantamos sobre vingança, cantamos sobre receber bençãos, curas e outras necessidades que temos. O engraçado é que esquecemos de louvar a Deus nisso tudo, rs. Poucas são as músicas que de fato engrandecem o Senhor e suas qualidades…

    Curtir

  4. Célio, infelizmente o ser humano é emocional e não podemos negar que há muito emocionalismo reinante em nossas igrejas. As letras, a comnposição das melodias e arranjos são feitos de modo que emocionem mesmo o povo e muitos, por estarem ouvindo aquilo que gostariam, começar a dar glória.
    O que o Gutierres colocou sobre “É difícil louvar a Deus com músicas que a maioria dos pentecostais tanto amam.” não é válido para as pessoas que ouvem essas músicas. Elas ACHAM que estão adorando, que estão louvando, quando, na realidade, estão apenas louvando a si próprias.
    Na realidade, o que eu acho pior não é nem os cantores cantarem – eles estão ali pra vender e ganhar R$, nem me venham com história de adorar – e sim, dos pastores e líderes da Igreja ouvirem essa coisas nos cultos e NÃO DIZEREM NADA! Que adianta você querer ensinar de um jeito se depois vem um indivícuo qualquer, canta algo ocmpletamente diferente do que você ensinou e você não faz nada, não diz nada!!!???
    Deus nos ajude! =/

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s