Escândalo · Política

A escandalosa imoralidade da "meta de votos"

Por Gutierres Fernandes Siqueira

Na última sexta o jornal O Estado de S. Paulo informou que a Assembleia de Deus Ministério Santo Amaro, braço independente de convenções nacionais, estabeleceu uma meta clara aos seus pastores: ganhar 100 votos para o candidato a prefeito Celso Russomanno (PRB-SP). Leia a matéria aqui.

Ora, preciso comentar alguma coisa? Ou a Igreja Evangélica perdeu o sentimento do “espanto”? Como uma igreja pode estabelecer metas de votos? Ora, se já é errado uma igreja apoiar um candidato, agora imagine uma igreja que vira comitê eleitoral?!

Já estou com saudades do tempo em que as igrejas tinham como objetivo “ganhar almas” para Jesus Cristo.

Sabe o pior: ela não é única!

4 comentários em “A escandalosa imoralidade da "meta de votos"

  1. Conheci pessoalmente o pastor presidente daquele ministério, há pelo menos uns 30 anos atrás, era uma pessoa simples e honesta. Pela idade que tinha na época, salvo melhor juizo, deve estar morando no andar de cima. Atualmente não sei quem é o “líder” desse ministério, mas, pelo visto, a lente está desfocada do objetivo.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s