Legalismo

Legalismo não é virtude!

Por Gutierres Fernandes Siqueira

Certa vez ouvi um pastor dizendo orgulhosamente que não aceitava a imoralidade das roupas contemporâneas em sua igreja. Aí vem uma pergunta: essa comunidade não tem o defeito da imoralidade porque tem a virtude oposta, ou seja, a modéstia e o pudor? Ou essa comunidade não tem o defeito já mencionado porque tem o defeito oposto? Ou seja, não é devassa porque é legalista e não porque seja modesta. Como dizia o inglês G. K. Chesterton: “É uma boa coisa ser inocente de qualquer excesso; mas certifiquemos-nos de que não somos inocentes de um excesso meramente por sermos culpados de uma deficiência”.

2 comentários em “Legalismo não é virtude!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s