IPDA · Movimento Pentecostal

Morre David Miranda. Morrerá a denominação como a conhecemos hoje?

Por Gutierres Fernandes Siqueira


Morreu na noite desse sábado o missionário David Martins Miranda vítima de um infarto aos 78 anos. Miranda fundou em 1962 na cidade de São Paulo (SP) e dirigiu até a presente data a Igreja Pentecostal Deus é Amor (IPDA).  Desejamos que Deus console a família e a membresia dessa igreja que neste momento está enlutada. A morte de alguém sempre deve contar com a nossa postura reverente. 

Mas quem foi David Miranda? A histografia de Miranda é obscura. Não há grandes detalhes sobre a trajetória evangélica dele antes do surgimento dessa denominação. Isso é fruto da falta de historiadores oficiais e, também, pelo pouco interesse da academia com a formação da IPDA. [Há, pelo meu conhecimento, apenas uma dissertação de mestrado que trabalha a IPDA como objeto de estudo.] O que se sabe é pela breve autobiografia de Miranda onde Deus teria revelado o nome “Deus é Amor” como àquela igreja que ele deveria congregar diante do “mundanismo” das demais denominações protestantes.

A IPDA e a história de David Miranda se confundem. É uma denominação personalista. Nessas cinco décadas o nome de Miranda foi onipresente como referência doutrinária e de liderança na IPDA. Miranda era um líder carismático, no sentido sociológico do termo, e ao mesmo tempo sectário. Ele foi um homem do rádio, onde sempre teve considerável audiência, um grande comunicador de massas e pregava sob a proteção de um vidro à prova de balas.  E, como todo sectário, era uma liderança marcada pelo autoritarismo. E a forma como esse autoritarismo estava presente se deu pelo forte legalismo dos usos e costumes. A IPDA nunca contou com conselhos, concílios ou debates sobre suas doutrinas e diretrizes. É a expressão da imagem e semelhança de David Miranda. Não há qualquer sinal de democracia institucional.

O controle da denominação é familiar. E até hoje a única cisão significativa sofrida veio do berço da própria família Miranda através de uma de suas filhas e um ex-genro.  Hoje a própria esposa de Miranda exerce a função pomposa de “conselheira mundial” da IPDA e Débora Miranda exerce a liderança da igreja de maneira não oficial. E, claro, o filho David Miranda Jr. é outra liderança importante. 

Controvérsias. Em 2000, um contador e presbítero da IPDA acusou David Miranda de evasão de divisas e lavagem de dinheiro. Na época ele chegou a ser indiciado pela Polícia Federal de Foz do Iguaçu (PR).  Em 1985, Miranda, sua filha e mulher foram denunciados à justiça de Porto Alegre por curanderismo, estelionato e exploração de credibilidade. E em 1976, também, ele foi indiciado pela morte de 21 pessoas após a queda de uma laje na inauguração de um templo da IPDA em Neves, São Gonçalo (RJ). Na época os jornais indicavam que Miranda fugiu do local no momento da tragédia. De todos os indiciamentos ele acabou absolvido. 

David Miranda ficou conhecido pelo ministério de cura. É famosa a foto onde ele fazia propaganda de várias muletas e cadeiras de rodas de pessoas supostamente curadas nas reuniões da igreja. Muitas doenças que eram testemunhadas como curadas nos cultos da sede mundial estavam relacionadas aos “pecados do mundanismo”, segundo o David Miranda. Era comum uma pessoa testemunhar que foi curada (ou liberta) porque passou a obedecer o Regulamento Interno e deixou outra denominação “mundana”, especialmente as Assembleias de Deus. Miranda também costumava usar conversas que ele tinha com demônios e até com o próprio diabo para embasar suas proibições e, também, em supostas revelações divinas. Aliás, o artifício do medo era uma constante na sua pregação, pois David Miranda dizia manter revelações constantes do divino e conversas de confronto com o diabo. 

Como será o futuro dessa grande denominação (neo)pentecostal? Como igreja personalista há apenas três caminhos: a decadência, a divisão ou a mudança radical (não importa para qual direção). Tudo indica que não continuará como está no médio e longo prazo. O meu desejo é que a liderança da Igreja Pentecostal Deus é Amor encontre o caminho do Evangelho, deixe para trás o legalismo farisaico, e chegue perto dos conceitos bíblicos a partir de uma leitura atenta das Escrituras. O legalismo, como sempre digo, não é um problema menor ou uma heresia sem importância. Todo legalista nega a cruz de Cristo. Não há pecado mais leviano. Que Deus abençoe a igreja de Deus que está entre a membresia da IPDA.

6 comentários em “Morre David Miranda. Morrerá a denominação como a conhecemos hoje?

  1. Tudo isso vai depender da sucessão. Vale lembrar que a IEPOBPC (denominação à qual pertenço) também era tida como intrinsecamente ligada ao seu líder/fundador.

    Não era desta denominação à época, mas o que a gente ouve é que havia toda uma tendência natural para que a denominação continuasse sob a liderança de algum familiar do mesmo, coisa que não ocorreu.

    E hoje podemos dizer que a denominação se reinventou, passou a trilhar um caminho um pouco diferente do seu início e hoje, ainda que alguns a tenham como um ministério que minguou, vem se mantendo como uma denominação em que, até onde podemos ver, tem mantido a mensagem da cruz, do arrependimento e da renúncia.

    Ou seja, Deus pode permitir que o mesmo ocorra com a IPDA. Mas isso vai depender da visão daqueles que ficaram.

    Que esta denominação seja aprovada no “Teste de Gamaliel”. Amém!

    Curtir

  2. Pois é e agora este ministério tão grande vai virar herança dos filhos iu continuará sendo uma igreja do senhor,pois infelismente de tão bom ele não tem suscessor,diferente de Moisés,Elias e o proprio Cristo.

    Curtir

  3. Interessante…

    O blogueiro disse que quem é legalista nega a cruz de Cristo.

    Pelo que sei, quem nega a cruz de cristo não estaria não-salvo?

    Eu criado em igrejas pentecostais conto que uns 90% dos crentes pentecostais de antigamente eram legalistas…

    Será que não serão salvos?

    Curtir

  4. olha apesar dos defeitos dele e de nao concordar com muita coisa, devemos entender o tempo em q ele viveu, 50 anos atras todos pentecostais eram mesmo legalistas, a CCB ate hj é a legalista mór, por isso que somos salvos pela graça e misericordia de Deus, sempre ouvia as orações dele e em sua simplicidade, creio q era das pessoas que mais orava neste pais, sem duvida. Jesus o tenha em seus braços.

    Curtir

  5. Bom. Hoje é comum termos isso por legalismo, como disse Leonard Ravenhill “Quando há algo na Bíblia que as igrejas não gostam, eles o chamam de ‘legalismo’”. Em primeiro lugar nós, da IPDA, nao negamos a cruz mas a aceitamos, de maneira que qualquer pessoa que aceite a Jesus com fé é tida como salva. Quando dizemos legalistas estamos falando que alguém não pode ser salvo somente pelo que cristo fez. Nós não ensinamos isso de modo algum nas nossas igrejas. Mas aqueles que se dizem cristão podem continuar a viver de acordo com o mundo? Podem continuar a usar os mesmos trajes? Buscamos pela Bíblia viver santidade, ou melhor, separação do mundo, esse termo permite um entendimento melhor. Também queria destacar a questão de frutos. Sempre trago isso comigo. Quando olho para trás, o início do pentecostalismo, noto pessoas assim, chamadas de “legalistas”, “fanáticas”, somente por que queriam se abster de tudo que poderia desagradar a Deus. Hoje vocês dizem que isso é arcaico, e antibíblico, todavia me pergunto eu, se nossa teologia melhorou, por que nossa espiritualidade hoje é tão minguada? Sinais e milagres tão escassos?
    Outra coisa que preciso mencionar. Você parece colocar no artigo informações incompletas, talvez por que favoreça sua opinião. Existem calúnias contra os homens de Deus verdadeiros, sempre houveram, mas nunca existem provas. Davi Miranda jamais foi sentenciado e nenhum processo levantado contra a igreja, muitos realmente,se provou verdadeiro. Também acho interessante vocÊ não destacar em relação ao acidente das lages, que o que a mídia divulgou não se provou verdadeiro, mas o que realmente aconteceu foi um tumulto levantado e algumas pessoas infelizmente foram pisoteadas em meio ao caos da multidão. Ah, e por que você não mencionou também que todas as famílias dor feridos e mortos compareceram na audiência para depor em favor dele, sim do Missionário, que não foi condenado.Talvez por que isso contradiz a sua firme ideia de que ele é um falso profeta. Você também chamaria de falso profeta William Seymour,Gunnar Vingren, Daniel Berg, entre outros.Provavelmente pela sua opinião nesse artigo.Também é interessante que tal ministério tão rigoroso tenha se levantado em todos os países da terra em apenas meio século. O pentecostalismo de hoje se desviou de seu princípio se convencendo que estavam avançando, liberando tantas coisas ditas inúteis, mas a extinção da chama do avivamento provou o contrário. Pregam a cruz lá no calvário, mas não se dignam levar a sua até lá, seguir o msmo caminho, de humilhação, ser vexado de arcaico, pobre, legalista, fanático, algo que os primeiros cristãos em Roma passaram.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s