Devocional

"Pregar a Cristo é o único meio efetivo de pregar moralidade"

Thomas Chalmers
Por Gutierres Fernandes Siqueira
O grande pregador escocês Thomas Chalmers (1780-1847) pregou por oito anos mensagens onde só apresentava mandamentos, regras, leis, sentenças, preceitos etc. E não havia naquele ministério nenhum fruto de conversão. Até que um dia Chalmers entendeu os limites da mensagem moralista, pois embora seja fácil apontar a transgressão, o moralismo não pode libertar o homem do mal. A lei é ótima reveladora do pecado, mas não redime o pecador. Uma mensagem que só apresenta o problema e esquece da graça de Cristo não é cristã. É por isso que o Espírito Santo convence o homem do pecado, da justiça e do juízo (Jo 16.8), mas também o regenera (1 Co 4.15; Fm 10; At 26.17) e torna-o frutífero nas virtudes da graça (Gl 5.23, Rm 5.5). Ou seja, o trabalho do Espírito é sempre completo e libertador, enquanto o nosso moralismo retórico é vazio, incompleto e opressor.
“A não ser depois de ter exortado meus ouvintes a aceitar a graciosa oferta do perdão, através do sangue de Cristo, é que soube daquelas reformas que foram o objetivo supremo das minhas primeiras pregações. Pregar a Cristo é o único meio efetivo de pregar moralidade”, escreveu Thomas Chalmers.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s