Pneumatologia · Vida Cristã

Você é ungido?

Por Gutierres Fernandes Siqueira

É comum no universo evangélico pensar na palavra “unção” como exclusiva de algumas pessoas que pregam estridentemente ou para quem canta maravilhosamente bem. Fala-se muito que “fulano é ungido” ou “sicrano é usado na unção” apenas observando a retórica dessa pessoa. Mas é dessa forma que a Bíblia descreve a unção?

No Antigo Testamento havia um rito estabelecido no ato de ungir. Com o unguento perfumado se ungia os sacerdotes, a Tenda, a Arca da Aliança, a mobília da Tenda, os reis e os profetas (cf. Êxodo 30; 1 Samuel 10. 1-8; 16.3; 1 Reis 19.16). O intuito dessa prática era designar tal pessoa ou objeto como sagrados, ou seja, santificados e separados para o culto. Na teologia veterotestamentária, a cerimônia da unção capacitava o “ungido” com o Espírito do Senhor com o objetivo de exercer serviços extraordinários. Por outro lado, tudo mudou com a morte de Jesus. O nome grego “Cristo” e o nome hebraico “Messias” denotam justamente a ideia de “ungido”. Jesus, portanto, é o “ungido” por excelência na aliança nova (cf. Lucas 4.14-30). Ele é “o” Cristo (cf. Mateus 2.4; Atos 2.31). O Espírito Santo que era de alguns no Antigo Testamento, agora está acessível a todos!

Outro ponto: o Novo Testamento não usa “ungir” no sentido cerimonial[1]. Talvez a única exceção esteja em Tiago 5.14. Todavia, o apóstolo utiliza o verbo grego aleiphõ e isso é um tanto curioso. O motivo? Ora, se ele quisesse denotar um sentido cerimonial provavelmente teria usado o verbo grego chriõ, que na Septuaginta indicava ritos sacros[2]. O termo aleiphõ é mais generalista. Como a epístola de Tiago é a mais judaica de todas as cartas, ele usa a figura da unção veterotestamentária como símbolo da separação do doente para a cura divina, que não deixa de ser um ato de consagração[3].

Mas o que é unção?

Mas e o substantivo “unção”? Quem é, afinal, ungido segundo o Novo Testamento? Apenas Cristo, os pastores e pregadores ou os crentes em geral? Será apenas uma classe especial de pessoas como era no Antigo Testamento? E o que é unção? Uma força? Uma energia? Um poder?

A resposta está em 1 João 2.20: “vós tende a unção”. O texto joanino não é direcionado apenas aos oficiais da igreja e nem mesmo para profetas. João fala para todos os crentes regenerados, absolutamente todos: “vocês possuem a unção”. Ora, a unção é a própria habitação do Espírito Santo em nosso coração. Você é ungido mesmo sem uma retórica estridente, ou ainda desafinado ou sem experimentar o falar em línguas. A unção não é uma energia impessoal, ou uma força metafísica, mas sim Aquele que habita em nós. “Ou não sabeis que o nosso corpo é o templo do Espírito Santo, que habita em vós, proveniente de Deus, e que não sois de vós mesmos?”, indaga Paulo. “Porque fostes comprados por bom preço; glorificai, pois, a Deus no vosso corpo e no vosso espírito, os quais pertencem a Deus”, complementa o apóstolo (1 Coríntios 6. 19-20).

veronese
“A unção de Davi” de Veronese

Referências Bibliográficas:

[1] MCKENZIE, John L. Dicionário Bíblico. 1 ed. São Paulo: Editora Paulus, 1983. p 872.

[2] O exegeta Chris A. Vlachos não acredita que o grego aleiphõ em detrimento de chriõ seja tão crucial para determinar o pensamento de Tiago, logo porque aleiphõ também poderia indicar um ato de consagração. Para Vlachos, Tiago usa aleiphõ porque ele estava demonstrando um ato físico e prático e não meramente simbólico.  VLACHOS, Chris A. James: Exegetical Guide To The Greek New Testament. 1 ed. Nashville: Broadman & Holman Publishing Group, 2013. pos 6604.

[3] Alguns entendem que o óleo da unção aqui é usado aqui para fins medicinais (Lucas 10.34), mas os maiores exegetas contemporâneos acham que essa hipótese descabida. Isso porque não haveria a necessidade de chamar um ancião, mas sim um médico. Veja, por exemplo: MCKNIGHT, Scot. The Latter of James. 1 ed. Grand Rapids: Wm. B. Eerdmans Publishing, 2011. pos 5117.  BLOMBERG, Craig e KAMELL, Mariam J. James: Exegetical Commentary. 1 ed Grand Rapids: Zondervan, 2008. pos 4131.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s