Devocional

A verdade de um coração

vaidade

Vaidade de vaidades, diz o pregador, vaidade de vaidades! Tudo é vaidade (Eclesiastes 1.2).

Por Camila Rauber

É fácil para alguém afirmar que se preocupa ou se importa com o outro – e não fazer nada a respeito. É só uma forma mais “branda” de dizer que, na verdade, esse alguém não se importa.

Fazer distinções nesta vida é importante. De fato, é um dos primeiros e principais passos para identificar e entender melhor o mundo. O discernir clarifica até mesmo o tipo de pessoa que nós somos em nossa individualidade, e o tipo de pessoa que está ao seu lado. Parece que essa história vai ser levada a um final infeliz, afinal, ninguém é perfeito, a começar por cada um de nós, mas essa história pode virar um final feliz se, ao invés de colocarmos um ponto final, substituirmos por uma vírgula e usarmos tal constatação para mudar nossa perspectiva. Precisamos perceber que o vazio que testificamos em nosso coração ao passar por experiências de aparente abandono de quem está ao nosso lado é, na verdade, um vazio que pode ser preenchido unicamente por Jesus.

E quanto mais preenchido por Jesus, mais estamos e ficamos satisfeitos nEle e, consequentemente, mais dispostos ficamos a dar, de verdade, a atenção devida para quem está ao nosso lado. E, também, a receber essa atenção sem a carência vaidosa.

Parece clichê, mas isso é capaz de mudar o final de uma história.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s