Política · Sectarismo

Além da política: A igreja local tem algo melhor a oferecer

images (1)

Por Christina Quick

Um relatório recente do Pew Research Center mostra que os americanos geralmente encaram a religião de maneira favorável. No entanto, parece que há um tópico que as pessoas preferem não ouvir na igreja: a política.

Mais da metade dos adultos americanos (55%) dizem que a religião organizada faz mais bem que mal na sociedade americana, em comparação com 20% que dizem o contrário e 24% que acreditam que não faz diferença. Dois terços (66%) de todos os americanos dizem que os líderes religiosos têm altos padrões éticos. Entre aqueles que frequentam os cultos pelo menos algumas vezes por ano, 88% dizem que os líderes de suas congregações são altamente éticos, e 78% defendem essa percepção dos líderes religiosos em geral.

Quando se trata de política, porém, 63% dos adultos americanos – e 54% dos que se identificam como cristãos – querem que as igrejas fiquem fora da disputa.

A maioria dos americanos expressa muita confiança de que o clero pode fornecer orientação para se aproximar de Deus (68%) e interpretar as Escrituras (60%). Porém, muito menos tem muita confiança na capacidade dos líderes religiosos de ajudá-los a lidar com questões políticas complexas como imigração (20%) e mudança climática global (13%).

Não é de admirar que os fiéis cristãos estejam muito mais de acordo com seus pastores em assuntos religiosos (88%) do que em política (64%). Isto vale tanto para democratas (esquerda) como para republicanos (direita).

Jesus disse: “Vinde a mim, todos os que estais cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei. Tomai sobre vós o meu jugo, e aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração, e encontrareis descanso para a vossa alma. Porque o meu jugo é suave, e o meu fardo é leve.” (Mateus 11.28-30).

Nesta época de política partidária e retórica divisionista, parece que muitos estão cansados. Eles precisam de um refúgio contra o barulho. Eles estão procurando a verdade que transcende os reinos deste mundo – e eles estão olhando para a igreja local para fornecê-la. Que oportunidade de proclamar o Evangelho de Jesus Cristo, boas notícias que derrubam muros divisórios e mudam corações.

Christina Quick é editora assistente e editora on-line da Influence Magazine, periódico oficial das Assembleias de Deus dos Estados Unidos. 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s