Escatologia

“No céu veremos apenas Jesus ou as três pessoas da Santíssima Trindade?”

Petropolis_Holy_Trinity_circles_symbol_stained-glass_window

Por Gutierres Fernandes Siqueira

Você também pode ler este texto na plataforma Medium. Clique aqui.

Recentemente recebi essa pergunta de cunho escatológico. Nela se quer saber sobre uma realidade futura. Diante disso, devemos ter a humildade de não sermos excessivamente dogmáticos em assuntos que a Bíblia não permite muito espaço de formulação. Mas creio que a resposta desse questionamento está em 1 Coríntios 13.12, quando o apóstolo Paulo diz: “Porque, agora, vemos por espelho em enigma; mas, então, veremos face a face; agora, conheço em parte, mas, então, conhecerei como também sou conhecido” (grifos meus).

Jesus é a única pessoa da Santíssima Trindade com um corpo que, embora glorificado, possui materialidade (Jo 20.27). Deus, o Pai, não possui corpo material (Jo 4.24). O Espírito Santo, igualmente, não possui matéria, embora, no batismo de Jesus, tenha se manifestado em “forma corpórea” (gr. sōmatikō eidei), ou seja, em forma corporal visível à semelhança de uma pomba (Lc 3.22). Diante da realidade imaterial do Pai e do Espírito Santo, é humanamente impossível contemplá-los. Ninguém pode ver Deus em Sua plenitude (Jo 1.18; cf. Êx 33.20). Tanto Moisés como o profeta Isaías viram apenas lampejos da glória divina – as “costas de Deus” (Êx 33.21-23; Is 6.1).

O texto paulino já mencionado (1 Co 13.12) mostra uma realidade escatológica onde, no futuro, teremos o pleno conhecimento de Deus. O apóstolo usa a expressão idiomática “face a face” que traz o “sentido de uma comunicação pessoal direta”1, como podemos ver em Gênesis 32.30. É bem provável que um conhecimento tão íntimo envolva algum tipo de visão da Trindade. Hoje, a imagem que temos de Deus é indireta e mediada (cf. 1 Tm 2.5). Não se trata, obviamente, de uma imagem distorcida, todavia, a imagem que o crente contempla neste mundo ainda é incompleta. Este texto, como os leitores já sabem, está dentro de uma discussão maior sobre os dons espirituais (1 Co 12-14). O apóstolo dos gentios, ao sinalizar que o conhecimento pleno será apenas uma realidade futura, também indica que mesmo o crente mais “carismático não atinge a visão completa de Deus neste mundo”2.

O apóstolo João nos informa sobre o céu como uma cidade na qual não é necessário nem do “sol nem da lua para lhe dar claridade, pois a glória de Deus a ilumina, e o Cordeiro é a sua lâmpada” (Ap 21.22 NAA). O texto parece indicar que é impossível dissociar as pessoas da Trindade nessa visão iluminadora. Sendo a Trindade um só Deus em três pessoas não é difícil afirmar que nenhum mistério existirá sobre o nosso Deus trino nos novos céus e na nova terra.

Referências:

1 FEE, Gordon D. 1 Coríntios: Comentário Exegético. 1 ed. São Paulo: Edições Vida Nova, 2019. p 819.
2 CONZELMANN, Hans. First Corinthians: A Commentary on the First Epistle to the Corinthians. 1 ed. Minneapolis: Fortress Press, 1975. p 228.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s